• Facebook

Notícias

02/04/2019

Belas no Dante Alighieri - "Somos Todos Tuhus" com Salete Chiamulera e participação Especial de Collegium Cantorum - Regência Helma Haller

carlos



“TUHUs: SOMOS TODOS TUHUS” –

 

Suíte Cênica da Nossa Brasilidade

 

Criação & Direção - Salete Chiamulera

 

Regência: Helma Haller  - Collegium Cantorum

 

Programa

 

I.                  INTRODUÇÃO (“Ponte entre o real e a fantasia”)

 

J.S. Bach (1685/1750) - Prelúdio nº 1 em Dó Maior [ O Cravo Bem Temperado I BWV 846]

 

 

 

II.                   MICROCOSMOS (“O Universo da Infância ..“Eternas Crianças”)

 

H. Villa - Lobos (1887/1959) - A Maré Encheu - Guia Prático nº 76

 

-   Nesta rua tem um bosque - Cirandinhas nº 11

 

-  Os Três Cavalheirozinhos -Brinquedo de Roda nº 3

 

 

 

III.      MACROCOSMOS (“Tudo Canta”)

 

Heitor Villa-Lobos (1887/1959)    -  Bachianas Brasileiras nº 4 - Ária (Cantiga)

 

Piano: Salete Chiamulera

 

IV.       CODA (“Conclusão”)      [Vivências Sensoriais & Sonoridades]

 

Bachianas Brasileiras nº 2 - Tocata (Trenzinho do Caipira)

 

Collegium Cantorum [ Participação Especial]

 

Mariane Dück (Piano), Renate Weiland (Flauta doce)

 

Regência: Helma Haller I Ana Cristina Lago (Regência Interina)

 

Collegium Cantorum Coro Feminino curitibano, independente, que ao longo de 20 anos de atividade voluntária e contínua, trabalha em permanente oficina de canto coral. Sob a direção de sua fundadora, a Maestrina Helma Haller, possui várias participações em eventos internacionais, destacando-se a apresentação no Lincoln Center (NY, EUA, março de 2014), 2 diplomas de prata nos European Choir Games (Magdeburg, Alemanha, julho 2015) e concertos na Philharmonie de Berlim (Alemanha, fevereiro de 2017). Em 2018 lançou seu 5º Álbum, Acordes Poéticos, registrando repertório inédito da literatura musical brasileira e paranaense. Mais informações: http://www.cantorum.com.br

 

 

Salete Chiamulera - Pianista brasileira, Doutora em Música na obra de Heitor Villa-Lobos. Membro do Colegiado de Composição e Regência da UNESPAR Campus I EMBAP. Mestre em Piano Performance (Ohio/USA). Participou do 11º Concurso Chopin (Varsóvia/Polônia) permanecendo por mais dois anos em Varsóvia, como Bolsista do Governo Polonês. É a idealizadora e coordenadora do Projeto Hausmusik Brasil, Projeto que integra a vivência artística ao cotidiano das famílias. Sua grande paixão como artista é recriar Villa-Lobos em música, sons, palavras e ações!


“TUHUs: SOMOS TODOS TUHUS” –

 

Suíte Cênica da Nossa Brasilidade

 

Criação & Direção - Salete Chiamulera

 

 

 

“Sim, sou brasileiro e bem brasileiro. Na minha música eu deixo cantar os rios e os mares deste grande Brasil. Não ponho breques nem freios, nem mordaça na exuberância tropical das nossas florestas e dos nossos céus, que eu transporto instintivamente para tudo que eu escrevo.”

 

“É na natureza que o artista encontra a sua melhor inspiração.”

 

Heitor Villa-Lobos (1887/1959)

 

Tuhu é o apelido de Heitor Villa-Lobos dado a ele por sua mãe. “TUHU*s: Somos todos TUHUs” é uma vivência da nossa brasilidade em sons, palavras, cenas e canções concebida como uma suíte barroca, em quatro atos: Introdução, Microcosmos, Macrocosmos e Coda. Na Introdução, um Prelúdio de J.S. Bach (1685/1750) constrói uma “ponte”, uma transição entre “dois mundos, o real e da fantasia” , um tempo de reflexão, um convite para aquietarmos nosso Espírito nos aproximando de Deus, Nosso Criador. Após a vivência desta obra emerge o Brasil. O Brasil nas palavras textuais ou contextuais de Heitor Villa-Lobos (1887/1959), na recriação sonora de suas obras, na experiência de um alter ego brasileiro que existe em cada um de nós: em nosso ser e fazer musical, nossas canções da infância, nosso cotidiano, uma descoberta do Pulso da Vida ao experimentar-se o pulsar dos sons, das cenas, das cores e imagens. Cada TUHU tem uma peculiaridade na individualidade de cada artista no palco e na plateia. Afinal, somos todos TUHUs, “eternas” crianças de todas as idades, seres apaixonados pelo Brasil. Muito Obrigada pela participação, presença, alegria, vivências compartilhadas de nossa Brasilidade.

 

Participação Especial: Ana Cristina Lago, Regência.

 

Agradecimentos especiais à Mariane Dück e Renate Weilnad e a todas estas talentosas artistas,

 

Integrantes do Collegium Cantorum sob a Coordenação e Regência de Helma Haller:

 

para quem esta Performance  foi especialmente realizada.

 

A  Deus que nos reúne aqui: Muito Obrigada!

 

Salete Chiamulera

 

Curitiba, Março de 2019.



Fonte: Prof Carlos Yansen

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.