• Facebook

Anais IV

ANAIS
IV FÓRUM DE
PESQUISA CIENTÍFICA EM ARTE
Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Curitiba, 2006
ISSN 1809-2616

Ficha Catalográfica

Depósito legal junto à Biblioteca Nacional, conforme decreto n° 1823, de 20 de dezembro de 1907.

Ficha catalográfica preparada pela
Index Consultoria em Informação e Serviços S/C Ltda.

Fórum de Pesquisa Científica em Arte (4.: 2005: Curitiba) Anais IV Fórum de Pesquisa Científica em Arte, Curitiba,
outubro de 2005; editora e organizadora Elisabeth Seraphim Prosser - Curitiba: EMBAP, 2006. XIII + 292p.

ISSN 1809-2616
1. Artes - Congressos. 2. Artes - Paraná. 3. Arte- Estudo e ensino 4. Arte - História 5. Arte e Tecnologia
I. Prosser, Elisabeth Seraphim. II. Escola de Música e Belas Artes do Paraná. II. Título
CDD (20 ed.) 700
CDU (2. ed.) 7:061.3


Créditos e Equipe Editorial dos Anais do Evento


Governador
Roberto Requião

Secretário de Estado da Ciência e Tecnologia
Aldair Rizzi

Diretora da Embap
Anna Maria Lacombe Feijó

Vice-Diretora
Solange Garcia Pitangueira

Coordenador Geral de Pós-Graduação e Pesquisa
Dr. Zeferino Perin

Coordenadora Geral do IV Fórum de Pesquisa Científica em Arte
Editora e Organizadora dos Anais do IV Fórum de Pesquisa Científica em Arte
Dranda. Elisabeth Seraphim Prosser

Comissão de Seleção dos Trabalhos
Dranda. Bernadette Panek
Dranda. Elisabeth Seraphim Prosser
Dra. Maria José Justino
Dr. Orlando Fraga
Mndo. Octavio de Camargo
Dra. Rosane Cardoso de Araújo
Ms. Sérgio Kirdziej

Coordenação Editorial e Revisão
Dranda. Elisabeth Seraphim Prosser

Consultoria Técnica Dr. Orlando Fraga Silney Costa e Silva

Apoio
Helene Anastasiou 

Introdução


Os Fóruns de Pesquisa Científica em Arte, realizados pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná, reúnem ano a ano pesquisadores das mais diversas instituições de ensino do país. É gratificante para os organizadores do evento receber estudiosos das mais diversas universidades, desde os estados de Goiás, Distrito Federal e Rio de Janeiro até o Rio Grande do Sul, como tem acontecido, incluindo estabelecimentos como a EMBAP, UFPR, FAP, PUCPR, TUIUTI, CEFET-PR/UTFPR, UEPG, UEL, UEM, UNESP, USP, PUC-SP, UNICAMP, UFSC, UFSC, UDESC, UNIVILLE, UNIVALI, UNIRIO, UFRJ, UFG, UNB e UFRGS entre outras. O evento, cada vez mais, tem demonstrado uma concepção aberta, inicialmente multidisciplinar, para tornar-se, então, interdisciplinar: além de artistas, críticos de arte e educadores, pode-se perceber de maneira crescente
a participação de historiadores, sociólogos, antropólogos e de pesquisadores oriundos de outras disciplinas. Essa interação tem permitido um alargamento dos horizontes de investigação e de compreensão das inúmeras manifestações artísticas abordadas.Uma das principais características do evento é buscar enriquecer o diálogo não apenas entre os estudiosos de uma mesma linguagem artística, mas essencialmente a interação entre as várias manifestações de arte. Isso se mostrou extremamente frutífero e revelador de novas interfaces interartes. Pretende-se, assim, estimular novos posicionamentos e novas linhas de pesquisa que explorem essas relações e realizar, na prática, a tão discutida e pouco experimentada interdisciplinaridade, na qual a construção do saber deixa de dar-se nos mundos estanques e limitados das diversas disciplinas, para ocorrer nas suas próprias fronteiras, nas regiões em que elas podem e devem conversar e interagir: um novo espaço de construção do conhecimento dinâmico e ágil. Entende-se, nesse contexto, que o universo da arte é um universo social, histórico e antropológico, político e econômico, psicológico e semântico, construído a partir de realidades de tempo e lugar, que apenas pode ser compreendido se se levar em conta todas essas dimensões. Almeja-se, com a realização destes Fóruns, contribuir para a construção de uma história social da arte local e nacional dialógica, de uma crítica consolidada e de um entendimento de que a complementaridade é rica e fascinante. É compartilhando que se recebe, é abrindo-se para o novo que o conhecimento encontra novos caminhos e se amplia.


Sumário e Artigos

Equipe Editorial
Introdução Doutoranda Elisabeth Seraphim Prosser (Coordenadora Geral do IV FPCA, Organizadora dos Anais no evento)
Organização e Programação do IV FPCA (out. 2005)


Arte de rua, caricatura e gravura: crítica e política

A cidade como suporte da arte de rua em Curitiba: uma perspectiva sociológica e antropológica 
Dranda. Elisabeth Seraphim Prosser (EMBAP/UFPR)

As representações da mulher na revista A Bomba
Dra. Marilda Lopes Pinheiro Queluz (CEFET/UTFPR)

Artistas plásticos no suplemento literário do jornal O Estado de São Paulo (1956-1967)
Mnda. Ana Cândida de Avelar (USP)

O Clube de Gravura de Porto Alegre: arte e política na modernidade
Ms. Cassandra de Castro Assis Gonçalves (Faculdade São Paulo de Piratininga)


O livro de artista e o museu

Livro de artista: integração entre poetas e artistas
Dranda. Bernadette Panek EMBAP/USP

“MAC do Zanini”, videoarte e pioneiros: 1974-1978
Mnda. Carolina Amaral de Aguiar (USP)

Coleção Pirelli-Masp de Fotografia – a legitimação de um discurso
Mnda. Carolina Coelho Soares (USP)

O Museu Casa Lacerda
Esp. Rossana Meiko Manaka (CEFET/UTFPR)


A arte, a pesquisa e a construção do olhar

Principais abordagens teórico-metodológicas da arte brasileira, entre os anos 1975 e 1985
Mndo. Ivair Junior Reinaldim (UFRJ)

A construção do olhar: paradigmas da história da percepção visual
Drando. José Eliézer Mikosz (URCI/UFSC)

Gostos e preferências na apreciação do objeto artístico
Ms. Adriana Vaz (CEPDAP)


Da tela à intervenção urbana no Paraná e em Santa Catarina

Letícia Márquez, válvulas soltas da criação
Dra. Maria José Justino (UFPR/EMBAP)

Paisagem geográfica e a pintura da paisagem de Morretes, Paraná
Dr. Lineu Bley (UFP)

Abstração em Helena Wong – 1960 a 1965
Mnda. Ana Paula França Carneiro da Silva (UFRJ)

A construção de trajetórias no campo da arte erudita contemporânea catarinense
Sandra Devegili (UNIVILLE)


Do choro aos meios eletrônicos e uma visão interartes

Algumas reflexões para uma história cultural do choro
Ms. Ana Paula Peters (UFPR)

Várias faces do moderno: a historiografia da música popular brasileira nos anos 50
Ms. Fábio Guilherme Poletto (EMBAP)

Softwares para composição com quartos de tom
Felipe de Almeida Ribeiro (UFPR)

Música, arte e narrativa
Dra. Zélia Chueke (UFPR)


Diversidade cultural e saberes docentes

O Modernismo brasileiro nos anos 30 e 40 em contextos educativos
Mnda. Mônica Mitchell de Morais Braga (UFG)

A diversidade cultural e o ensino da arte
Mnda. Sônia Tramujas Vasconcelos (FAP/UFPR)

Saberes docentes de professores de piano
Dra. Rosane Cardoso de Araújo (EMBAP)

Um olhar sobre o processo evolutivo da técnica pianística
Ms. Cynthia Regina Hertel (EMBAP)


A mulher, a representação, a arte e a resistência

Os últimos anos de Tarsila do Amaral
Dra. Ângela Brandão (CEFET-PR/UTFPR)

Colecionando o intangível – uma “apreensão” do mundo na obra de Brígida Baltar
Mnda. Sylvia Werneck Quartim Barbosa (USP)

A representação da mulher no graffiti e no lambe-lambe em Curitiba (2005)
Dranda. Elisabeth Seraphim Prosser (EMBAP/UFPR)

Arte e educação política: RESISTIR, SIM!
Dra. M. Inês Hamann (UFPR)


A construção de diálogos e de significados nas interfaces das linguagens artísticas

A noção de composição no tratamento de sistemas interartes - Um estudo classificatório de experimentos
Dr. Marcio Pizarro Noronha (UFG)

Projeto Boi Bom e as interfaces artísticas
Ms. Mônica Zewe Uriarte (UNIVALLI/UFPR)

Significados e sentidos construídos nas histórias de relação com a música
Ms. Patrícia Wazlawick (FAP)

Música e saúde: o olhar da musicoterapia
Elcio Levi Brandão Diniz; Joanessa Nunes Oliveira (FAP)


Programação

Dia 20 de outubro –Quinta-feira
19h00 – SESSÃO DE ABERTURA
Anna Maria Lacombe Feijó (Diretora da EMBAP)
Doutor Zeferino Perin (Coordenador Geral de Pós-Graduação e Pesquisa)
Doutoranda Elisabeth Seraphim Prosser (Coordenadora do Setor de Pesquisa e do IV FPCA)
19h15 – MESA DE EXPOSIÇÃO E DEBATES 1
Arte de rua, caricatura e gravura: crítica e política
Moderadora: Dranda. Bernadette Panek (EMBAP/USP)
A cidade como suporte da arte de rua em Curitiba: uma perspectiva
sociológica e antropológica
Dranda. Elisabeth Seraphim Prosser (EMBAP/UFPR)
As representações da mulher na revista A Bomba
Dra. Marilda Lopes Pinheiro Queluz (CEFET-PR/UTFPR)
Artistas plásticos no suplemento literário do jornal o Estado de São Paulo (1956-1967)
Mnda. Ana Cândida de Avelar (USP)
O Clube de Gravura de Porto Alegre: arte e política na modernidade
Ms. Cassandra de Castro Assis Gonçalves (Faculdade São Paulo de Piratininga)
INTERVALO
21h00 – MESA DE EXPOSIÇÃO E DEBATES 2
O livro de artista e o museu
Moderadora: Dra. Marilda Queluz (CEFET-PR/UTFPR)
Livro de artista: integração entre poetas e artistas
Dranda. Bernadette Panek (EMBAP/USP)
“MAC do Zanini”, videoarte e pioneiros: 1974-1978
Mnda. Carolina Amaral de Aguiar (USP)
Coleção Pirelli-Masp de Fotografia – a legitimação de um discurso
Mnda. Carolina Coelho Soares (USP)
O Museu Casa Lacerda
Esp. Rossana Meiko Manaka (CEFET-PR/UTFPR)

Dia 21 – Sexta-feira
19h – MESA DE EXPOSIÇÃO E DEBATES 3
A arte, a pesquisa e a construção do olhar
Moderadora: Dra. Maria José Justino (UFPR/EMBAP)
Arte e pesquisa
Dra. Maria Beatriz de Medeiros (UNB)
Principais abordagens teórico-metodológicas da arte brasileira, entre os anos 1975 e 1985
Mndo. Ivair Junior Reinaldim (UFRJ)
A construção do olhar: paradigmas da história da percepção visual
Drando. José Eliézer Mikosz (URCI/UFSC)
Gostos e preferências na apreciação do objeto artístico
Ms. Adriana Vaz (CEPDAP)
INTERVALO
21h00 – MESA DE EXPOSIÇÃO E DEBATES 4
Da tela à intervenção urbana no Paraná e em Santa Catarina
Moderador: Drando. Artur Freitas (UFPR)
Letícia Márquez, válvulas soltas da criação
Dra. Maria José Justino (UFPR/EMBAP)
Paisagem geográfica e a pintura da paisagem de Morretes - PR
Dr. Lineu Bley (UFPR)
Abstração em Helena Wong – 1960 a 1965
Mnda. Ana Paula França Carneiro da Silva (UFRJ)
A construção de trajetórias no campo da arte erudita contemporânea catarinense
Sandra Devegili (UNIVILLE)

Dia 24 – Segunda-feira
19h – MESA DE EXPOSIÇÃO E DEBATES 5
Do choro aos meios eletrônicos e uma visão interartes
Moderador: Dr. Orlando Fraga (EMBAP)
Algumas reflexões para uma história cultural do choro
Ms. Ana Paula Peters (UFPR)
Várias faces do moderno: a historiografia da música popular brasileira nos anos 50
Ms. Fábio Guilherme Poletto (EMBAP)
Softwares para composição com quartos de tom
Felipe de Almeida Ribeiro (UFPR)
Música, arte e narrativa
Dra. Zélia Chueke (UFPR)
INTERVALO
21h00 – MESA DE EXPOSIÇÃO E DEBATES 6
Diversidade cultural e saberes docentes
Moderador: Dr. Orlando Fraga (UFPR)
O Modernismo brasileiro nos anos 30 e 40 em contextos educativos
Mnda. Mônica Mitchell de Morais Braga (UFG)
A diversidade cultural e o ensino da arte
Mnda. Sônia Tramujas Vasconcelos (FAP/UFPR)
Saberes docentes de professores de piano
Dra. Rosane Cardoso de Araújo (EMBAP)
Um olhar sobre o processo evolutivo da técnica pianística
Ms. Cynthia Regina Hertel (EMBAP)

Dia 25 – Terça-feira
19h00 – MESA DE EXPOSIÇÃO E DEBATES 7
A mulher, a representação, a arte e a resistência
Moderador: Ms. Sérgio Kirdziej (EMBAP)
Os últimos anos de Tarsila do Amaral
Dra. Ângela Brandão (CEFET-PR/UTFPR)
Colecionando o intangível – uma “apreensão” do mundo na obra de Brígida Baltar
Mnda. Sylvia Werneck Quartim Barbosa (USP)
A representação da mulher no graffiti e no lambe-lambe em Curitiba (2005)
Dranda. Elisabeth Seraphim Prosser (EMBAP/UFPR)
Arte e educação política: RESISTIR, SIM!
Dra. M. Inês Hamann (UFPR)
INTERVALO
21h00 – MESA DE EXPOSIÇÃO E DEBATES 8
A construção de diálogos e de significados nas interfaces das linguagens artísticas
Moderador: Mndo. Octavio de Camargo (EMBAP)
A noção de composição no tratamento de sistemas interartes - Um estudo classificatório de experimentos
Dr. Marcio Pizarro Noronha (UFG)
Projeto Boi Bom e as interfaces artísticas
Ms. Mônica Zewe Uriarte (UNIVALLI/UFPR)
Significados e sentidos construídos nas histórias de relação com a música
Ms. Patrícia Wazlawick (FAP)
Música e saúde: o olhar da musicoterapia
Elcio Levi Brandão Diniz; Joanessa Nunes Oliveira (FAP)

Dia 26 – Quarta-feira
20h30 – ATIVIDADES ARTÍSTICAS
ENCERRAMENTO DO IV FÓRUM DE PESQUISA CIENTÍFICA EM ARTE
CONCERTO PERFORMÁTICO INTERARTES
Em homenagem a José Penalva (1924-2002)
João José de Félix Pereira - Estudos (para iniciar na linguagem musical contemporânea)*
1- Dança da Aranha
2- Dança do Elefante
3- Obstinado
Octavio de Camargo - Os Lusíadas e Bach
José Penalva - Sonata n 1 (1970)*
(Seresta e Desafio)
Carmo Bartoloni - Estudo para a mão esquerda (2004)
*Luci Collin – textos
Octavio de Camargo – recitativo, violão e performance
Pedro Gória – exposição digital – gravuras
Salete Chiamulera – piano
INTERVALO
Erik Satie - Sports et Divertissements
Vinte peças para piano, comissionadas por Lucien Vogel
para acompanhar os desenhos de Charles Martin
La Balançoire, La Chasse, La Comédie Italienne, Le Réveil de la Marriée
Colin-Maillard, La Pêche, Le Yachting, Le Bain de mer, Le Carnaval, Le Golf
La Pieuvre, Les Courses, Les Quatre-coins, Le Pique-nique, Le Water-chute
Le Tango, Le Traîneau, Le Flirt, Le Feu d'Artifice, Le Tennis
Luci Collin – tradução do texto de Satie
Walter Lima Torres – narração
Zélia Chuecke – piano

Recomendar esta página via e-mail: