• Facebook

Coordenação de Extensão e Cultura



APRESENTAÇÃO

REGULAMENTO E FORMULÁRIOS

PROGRAMAS

PROJETOS / CURSOS

BELAS AQUI, BELAS ALI - 2018

INSCRIÇÕES

EVENTOS

GRUPOS ARTÍSTICOS E CULTURAIS

RELATÓRIOS ANUAIS

______________________________________

APRESENTAÇÃO


As atividades extensionistas da Unespar - Campus Curitiba I - Embap caracterizam-se como um processo interdisciplinar, acadêmico, cultural e científico que articula o ensino e a pesquisa visando a integração da instituição com a comunidade. 

Os objetivos das atividades extensionistas do Campus Curitiba I - Embap são: 


- Reafirmar o compromisso institucional da EMBAP com a comunidade; 
- Promover a articulação com as atividades de ensino e pesquisa para o atendimento das demandas da comunidade; 
- Produzir conhecimento resultante da interação com a realidade, priorizando metodologias participativas; 
- Ampliar o horizonte das atividades de ensino para além da sala de aula. 



Segundo o Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras: 

"A extensão universitária é o processo educativo, cultural e científico que articula o ensino e a pesquisa de forma indissociável e viabiliza a relação transformadora entre universidade e sociedade.

A extensão é uma via de mão dupla, com trânsito assegurado à comunidade acadêmica, que encontrará, na sociedade, a oportunidade da elaboração da práxis de um conhecimento acadêmico.

No retorno à universidade, docentes e discentes trarão um aprendizado que, submetido à reflexão teórica, será acrescido àquele conhecimento. Este fluxo, que estabelece a troca de saberes sistematizados

- acadêmico e popular -  terá como consequência a produção de conhecimento resultante do confronto com a realidade brasileira e regional; e a democratização do conhecimento acadêmico

e a participação efetiva da comunidade na atuação da universidade." 



 

Contatos:

Ana Paula Peters - Chefe de Divisão de Extensão e Cultura

Elaine Garcia - Assessora de Extensão e Cultura

Jéssica Jamielniak - Estagiária

 

extensao.embap@unespar.edu.br

3017-2052

Rua Comendador Macedo, 254 - 3º andar - Centro 
Curitiba – PR 


topo

______________________________________

REGULAMENTO E FORMULÁRIOS


INSTRUÇÕES NORMATIVAS

§  Instrução Normativa 01/2018

§  Instrução Normativa 02/2018

§  Calendário das atividades do PIEM


REGULAMENTO E FORMULÁRIOS

§  Regulamento - Resolução 011/2015 

§  Classificação dos eventos de Extensão

 

CLASSIFICAÇÃO DE PROJETO

§  Áreas de Conhecimento CNPq

§  Áreas de Extensão RENEX

§  Linhas de Extensão

 

FORMULÁRIOS


§  Formulário para propostas

§  Formulário para requerimento

§  Formulário de termo de desistência de curso

§  Formulário para relatório parcial

§  Formulário para relatório final


topo

______________________________________

PROGRAMAS

 

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO EM MÚSICA (PIEM)


O Programa Institucional de Extensão em Música – PIEM é composto por Cursos oferecidos à sociedade: Formação Musical I, Leque Musical, Master Class e Concertos Musicais abertos ao público. Os cursos ofertados são altamente valorizados, o que se percebe pela enorme procura. Os cursos já atenderam diferentes gerações, pois é recorrente que ex-alunos tragam seus filhos, netos e até bisnetos para estudarem neste programa. Ex-estudantes desses cursos frequentaram posteriormente a graduação da Escola de Música e Belas Artes do Paraná - EMBAP e muitos deles já foram ou são docentes e/ou músicos profissionais em instituições de ensino como também em orquestras ou grupos musicais, tanto no Brasil como no exterior, comprovando que este programa tem revelado importantes nomes na área educacional e musical.

Outra importante contribuição no cenário educacional nacional é a democratização e o acesso ao ensino musical de qualidade aberto à comunidade, atendendo tanto alunos de Curitiba quanto de outras cidades e Estados. Ressalta-se ainda que este Programa é importante para prover candidatos de comprovada formação musical para ingresso nos cursos de graduação em música da Unespar Campus de Curitiba I - Embap e outras instituições.

O Programa Institucional de Extensão em Música - PIEM, por meio de seus cursos, também se constitui campo de estágio para os alunos dos cursos de Licenciatura em Música, Bacharelados em Composição e Regência, Instrumento e Canto, além de servir de laboratório ou campo empírico de estudos para realização de pesquisas dos docentes da instituição, que tem resultado em produção acadêmica importante dentro da área.

Fundamenta-se no princípio de que todo o indivíduo é capaz de aprender música e com isto desenvolver o seu potencial estético e artístico. Assim, destina-se a indivíduos de diferentes faixas etárias, a partir de 6 (seis) anos, que desejam iniciar e/ou aprofundar os seus estudos em música.


PROGRAMA UNIVERSIDADE SEM FRONTEIRAS (USF)

O Programa “Universidade Sem Fronteiras” – USF, em conformidade com a Lei Estadual nº 16.643, de 24 de novembro de 2010, tem por objetivo executar uma política de extensão nas instituições públicas e/ou privadas, sem fins lucrativos que praticam a disseminação de conhecimentos via projetos de extensão, priorizando o financiamento de projetos que serão executados em áreas consideradas estratégicas, ou seja, aquelas que privilegiam os municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano Municipal – IDHM, bem como, em áreas de pobreza das periferias das cidades paranaenses;

As ações do Programa de Extensão “Universidade Sem Fronteiras” – USF/SETI visam o desenvolvimento da extensão, articulada ao ensino e à pesquisa, da capacitação e da produção tecnológica, cultural e desenvolvimento social voltadas para a inovação e a melhoria da qualidade de vida da população paranaense.

O Programa de Extensão “Universidade Sem Fronteiras” – USF/SETI tem por finalidade contribuir com o cumprimento da função social das Instituições de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado do Paraná, por meio de parcerias com a sociedade civil organizada, visando à implementação de políticas públicas voltadas ao seu desenvolvimento socioeconômico e cultural.

- Acesse aqui a página do Programa Universidade Sem Fronteiras


USF NA EMBAP

 

Edital no 01/2018 USF/Embap - Projeto “Escola de Arte Itinerante: Igualando talentos na desigualdade” 


topo

 

______________________________________

PROJETOS / CURSOS

 

FORMAÇÃO MUSICAL

Este projeto tem importante contribuição no cenário educacional nacional democratizando o acesso ao ensino musical de qualidade, atendendo tanto alunos de Curitiba quanto de outras cidades e Estados. O projeto de Formação Musical é altamente valorizado, o que se percebe pela enorme procura. O projeto já atendeu diferentes gerações, pois é recorrente que ex-alunos tragam seus filhos, netos e até bisnetos para estudarem. Muitos ex-estudantes deste projeto frequentaram posteriormente a graduação da Escola de Música e Belas Artes do Paraná - EMBAP e muitos deles já foram ou são educadores musicais em diversas instituições e músicos profissionais em orquestras ou grupos musicais no Brasil e no exterior comprovando que este curso tem revelado importantes nomes na área artística. O projeto também se constitui campo de estágio para os alunos dos cursos de Licenciatura em Música e Bacharelados em Instrumento, Composição e Regência e Canto, além de servir de laboratório ou campo empírico de estudos para realização de pesquisas dos docentes da instituição, que tem resultado em produção acadêmica importante dentro da área. Fundamenta-se no princípio de que todo o indivíduo é capaz de aprender música e com isto desenvolver o seu potencial estético e artístico. Assim, destina-se a indivíduos de diferentes faixas etárias, a partir de 7 (sete) anos, que desejam iniciar e/ou aprofundar os seus estudos em música. São ministradas aulas individuais e coletivas de variados instrumentos como também de canto e teoria musical. Os alunos também participam de apresentações públicas enriquecendo ainda mais sua vivência musical.

Coordenadora: Prof.ª Agnes Eliane Leimann Illescas

Informações: EDITAL nº 01/2018 - INGRESSO E SELEÇÃO DO CURSO DE FORMAÇÃO MUSICAL I (FM I) - Publicado abaixo


LEQUE MUSICAL

O Leque Musical é um projeto do Programa Institucional de Extensão em Música – PIEM aberto à comunidade em geral, composto por cursos de vários instrumentos musicais, teoria musical e canto com aulas individuais e ou coletivas compreendendo: exercícios e estudos de técnica musical instrumental/vocal em geral, visando o desenvolvimento de forma progressiva; repertório básico, abrangendo todos os períodos da História da Música, incluindo obras de autores nacionais e do folclore nacional e internacional; ênfase nos aspectos qualitativos e artísticos. Também oferece ao aluno experiências de performance musical que são realizadas com apresentações abertas ao público em geral.

Ao final de cada semestre, haverá avaliação do rendimento dos alunos. Fundamenta-se no princípio de que todo o indivíduo é capaz de aprender música e com isto desenvolver o seu potencial estético e artístico. Assim, destina-se a indivíduos de diferentes faixas etárias.

Coordenadora: Prof.ª Consuelo Froehner

Informações: EDITAL nº 03/2018 - INGRESSO E SELEÇÃO PARA OS CURSOS DO PROJETO LEQUE MUSICAL - Publicado abaixo

 

OFICINA DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS PARA PROFESSORES DE INICIAÇÃO MUSICAL AO PIANO

Com encontros semanais de 1h40min, de março a dezembro de 2018, a Oficina de PRÁTICAS PEDAGÓGICAS PARA PROFESSORES DE INICIAÇÃO AO PIANO tem como escopo gerar um espaço de reflexão, questionamento e diversificação de conceitos e abordagens utilizados nas práticas de ensino do piano para crianças. Destinada a professores de piano, graduados ou não, a proposta da oficina - fundamentada em teorias do desenvolvimento infantil - é instrumentalizar professores de piano a partir de reflexões críticas sobre suas práticas de ensino buscando novas diretrizes compromissadas com a atualização e diversificação dos materiais didático-pedagógicos existentes e com a elaboração de materiais inovadores e contextualizados com as perspectivas do ensino contemporâneo.

Coordenadoras: Prof.ª Margarth Millani e Prof.ª Vivian Siedlecki


topo



______________________________________

BELAS AQUI, BELAS ALI - 2018


Projeto que leva apresentações artísticas de alto nível para vários espaços culturais de Curitiba.  Atualmente os espaços com agenda são:

 

Capela Santa Maria

PROGRAMAÇÃO

Endereço: R. Conselheiro Laurindo, 273 - Centro, Curitiba - PR

Coordenador: Prof. Marco Aurélio Koentopp

 

Paço da Liberdade

PROGRAMAÇÃO

Endereço: Praça Generoso Marques, 189 - Centro, Curitiba - PR

Coordenador: Prof. Luiz Neri

 

Centro Cultural Ítalo Brasileiro Dante Alighieri

PROGRAMAÇÃO

Endereço: R. Des. Westphalen, 15 - Centro, Curitiba - PR

Coordenador: Prof. Carlos Yansen



ÓPERA EM CONSTRUÇÃO COLETIVA: COMUNIDADE E ALUNOS

Este projeto objetiva a inserção da comunidade nas etapas de montagem e apresentação de óperas, nos horários destinados ao Núcleo de Ópera da Embap, que acontece nas terças e quintas-feiras, das 17h as 18h40, na sala 32B da sede da Rua Benjamin Constant, 303.

Pessoas oriundas da comunidade e alunos do curso de canto da Embap se integrarão com um objetivo comum: a execução de uma ópera completa. Sendo assim, a Universidade abre suas portas para que a população possa também aprender e desenvolver-se no intercâmbio de saberes que a montagem de uma ópera completa exige. Conhecimentos específicos de pessoas da comunidade poderão ser de grande importância na efetivação deste projeto, assim a Universidade cumpre seu papel de socializadora do conhecimento e veículo de novas experiências.

Coordenadora: Prof.ª Emerli Schogl

 

SÉRIE GRANDES MESTRES

Projeto criado em 2004 a partir de uma ideia da professora Salete Chiamulera, tem como base a expressão musical e a performance pois, escrever e dissertar sobre música é essencial, no entanto o valor da execução é fundamental para a comunicação. Portanto, a Série Grandes Mestres objetiva proporcionar conhecimento, reflexão e compreensão de obra ou de compositor, incentivando o estudo de um novo repertório e possibilitando o desenvolvimento da atividade didática.

Ao longo deste ano de 2018 estamos apresentando vários concertos com duração de 50 minutos – gravados e disponibilizados – contando sempre com a colaboração dos professores Margareth Milani, Carlos Assis, Leilah Paiva, Daniela Tsi e Ralph N. Biscouto, na execução de repertórios originais que incluem Chopin, Liszt, Bach, Scarlatti, Mendelsshon, Prokofiev, Guarnieri, Mignone...

Coordenador: Prof. Sérgio André


 

CULTURA ESCOLAR EM DEBATE NOS FILMES SOBRE A ESCOLA: RELAÇÕES DE PODER, RITOS E DINÂMICAS ESCOLARES

Este curso visa articular reflexões acadêmicas pautadas nos conceitos de Cultura Escolar a partir de produções fílmicas cujas temáticas foram a escola. O investimento neste tema se inscreve na expectativa de promover debates com o público participante sobre alguns filmes produzidos em diferentes países, os quais trazem a tona questões inerentes ao cotidiano escolar. A reflexão que se propõe nesta abordagem é detectar – junto aos professores da Educação Básica e os alunos da Licenciatura – que as relações de poder, assim como, as demais dinâmicas conflituosas que envolvem instituições de ensino podem ser oriundas das rotinas escolares extraoficiais, porém cristalizadas nas práticas interpessoais da escola. Deste modo, o cenário fílmico auxilia na compreensão a respeito das tensões, violências e também afetos e aprendizados que perpassem o ritmo de uma escola, independente do país onde a instituição se encontre. Diante disto, a relevância deste círculo de estudos e debates será fomentar um olhar crítico sobre a reprodução de costumes e crenças nocivas no ambiente escolar que estão cristalizadas nas práticas cotidianas escolares e que, por sua vez, se tornaram temas cinematográficos.

Coordenadora: Giovana Simão

Período de realização: março a dezembro de 2018

Local de Realização: Colégio Estadual do Paraná



HAUSMUSIK BRASIL - 2018

Âmbito de Atuação: Nacional/Internacional

Início de Atuação: 2008 (Projeto Piloto)

Hausmusik Brasil- Recitais em Família é um Projeto de integração do músico com a comunidade a partir da prática artística realizada no espaço residencial das famílias; buscando uma maior aproximação do artista criador e recriador com o público apreciador. É uma ferramenta de fomento da arte presencial de grande alcance, sensibilizando ouvintes de diferentes faixas etárias em seus contextos domésticos cotidianos. O Projeto Hausmusik Brasil é organizado em Séries Anuais estruturadas em núcleos conceituais, a partir das demandas dos artistas na preparação e divulgação dos seus esforços criativos. Acontece no Brasil desde o ano de 2008, tendo sido apresentado com muito êxito nos Congressos Internacionais da ISME (International Society Music Education) no ano de 2010 (China), em 2012 (Grécia) e em 2018 também foi selecionado para se apresentar em Baku (Azerbaijão). A família recebe em sua casa, artistas e convidados - “Transformando a sala de estar de sua residência, em um palco temporário para a arte!” - conforme lema do Projeto. O evento é acompanhado de um programa impresso contendo as músicas apresentadas e imagens que retratam momentos da história desta família, denominada “Família Anfitriã da Arte”. Este material gráfico especialmente preparado para o recital é elaborado pelo coordenador do evento e é um veículo central na sistemática do Hausmusik. As fotos escolhidas e disponibilizadas pela família relatam aspectos de sua história, reforçando a identidade familiar. Entre as apresentações das músicas, membros da família comentam as fotos. O público presente também se apresenta e cada sujeito compartilha de si com a família e com os artistas, estabelecendo-se um espaço de interação e colóquio no ambiente estético da arte musical. Este tipo de prática pode ser um eixo central para o fomento da arte presencial, no qual artista e a comunidade no âmbito familiar interagem de maneira prazerosa; envolvendo a educação musical em um contexto informal, afetivo e de grande alcance. Esta atividade artística extensiva nos lares pode também se constituir como uma ferramenta preventiva da saúde familiar, com o fortalecimento, identidade e leveza nas relações humanas; colaborando assim, com a promoção da saúde pública, aproximando gerações e promovendo cultura.

Coordenadora: Prof.ª Salete Chiamulera

Programação

 


PROJETO LINKS: DESCONSTRUÇÃO DO ESQUERDO

Âmbito de Atuação: Nacional/Internacional [Curitiba/Berlim]

Início de Atuação: 2018

Inserido em um cenário dualista, fundamentado na construção de muralhas entre diálogos, abre-se a possibilidade para atos de desconstrução e silêncio. No vazio do diálogo, desvenda-se uma conjuntura de possibilidades de integração de lados num movimento performático. Atando e desatando laços com objetivo de desvendar novos atos. Hemisférios antagônicos ao mesmo tempo complementares compõem um novo espaço de integração entre norte / sul, direito / esquerdo, em cima / em baixo, sim / não, destruir / construir e luz / sombra. Na construção desta performance multimodal exploramos a complementariedade do analógico e eletrônico, o movimento e estático, estimulando a ausência, montando um palco para o questionamento do significado da palavra/verso, significado emocional em duas culturas, alemã e brasileira.  Criado a partir da obra Estudo para a Mão Esquerda de Bartolloni, Carmo (1956-2018), o Projeto Links promove uma imersão ao universo da palavra esquerdo/links, seu significado literal, assumido e projetado nas duas culturas e formas de viver.

O que nos une e nos diferencia são vivenciadas na performance multimodal: Projeto Links. 

Eingefügt in einen dualistischen bild, der auf die Konstruktion von Mauern zwischen Dialogen fundamentiert ist, eröffnet sich die Möglichkeit zu Dekonstruktion und Stille. In der Leere des Dialogs wird eine Konstellation von Möglichkeiten der Integration von Seiten in eine performative Bewegung enthüllt. Durch binden und lösen, neue Akte sind hergestellt um eine neue Intention aufzubielden. Antagonistische, gleichzeitig komplementäre, Hemisphären bilden einen neuen Integrationsraum zwischen Nord / Süd, Rechts / Links, Oben / Unten, Ja / Nein, Zerstören / Bauen und Licht / Schatten.In dieser multimodalen Performance untersuchen wir die Komplementarität von analog und elektronisch, Bewegung und Statik, Stimulus und Abwesenheit um eine Bühne für die einrede der Bedeutung des Wortes vs emotionale eindrücke in zwei Kulturen, Deutsch und Brasilianisch.

Aus der Untersuchung für die linke Hand Bartolloni, Carmo (1956-2018) entwickelt und fördert das Project Links ein eintauchen in das Universum des Wortes Links, seine wörtliche Bedeutung und wie es in den beiden Kulturen und Lebensweisen angenommen und projiziert ist.

A proposta poética busca fomentar uma reflexão sobre a pertinência de conceitos contrários antagônicos para o “fazer artístico”;  elaborando a construção de  uma performance que busca evidenciar que o esquerdo não existe sem o direito, onde os conceitos associados a Links – que no idioma alemão significa esquerdo – são questionados enquanto aspectos a serem evitados ou relegados a segundo plano. Neste contexto, links  também se apresenta como uma conciliação necessária, onde opostos coexistem ao invés de se excluírem, um sentido que ressignifica o título do projeto sob a perspectiva da língua inglesa – onde link significa ligar. Esta reflexão dialógica busca explorar a potência do lado esquerdo como criativo, imaginário, feminino, aspectos caros à expressão do fazer artístico.

O projeto artístico compreende a criação desta performance multimodal que integra as modalidades corporal, vocal, pianística, visual e eletroacústica, consistindo em um concerto na cidade de Curitiba/PR (Etapa I)  e em uma intervenção urbana a ser realizada na cidade de Berlim, a qual será transmitida ao vivo durante o concerto (Etapa II) . A proposta, que procura explorar a integração entre os lados diametralmente opostos do corpo, busca também criar um ambiente ubíquo propício ao fazer artístico (KELLER e LAZZARINI, 2017, p. 2), unindo práticas originalmente distintas, territórios geograficamente distantes e tempos também distintos – tanto em relação ao fuso horário quanto às estações do ano. A proposta é que nestes limites geográficos, a separação entre modalidades artísticas e a presença da tecnologia desapareçam em um espetáculo integrado, refletindo a onipresença da comunicação mediada pelas tecnologias computacionais na sociedade atual (WEISER apud ALMEIDA, 2014, p. 29), onde as barreiras se esvaem em novas formas de interação. O projeto explora o potencial criativo que emerge do trabalho colaborativo mediado por recursos tecnológicos, a partir de uma metáfora comum a todos os envolvidos no trabalho, cuja reflexão será desenvolvida a partir de laboratórios de experimentações que ressaltem os múltiplos sensos de subjetividade para a construção de uma interpretação coletiva.

Coordenadora: Prof.ª Salete Chiamulera



AQUAMUSICAL: VILLA-LOBOS E A NATUREZA DO BRASIL

“Sim, sou brasileiro, bem brasileiro. Na minha música deixo cantar os rios e os mares deste grande Brasil. Eu não ponho mordaça na exuberância tropical de nossas florestas e de nossos céus que transporto instintivamente para tudo que escrevo ...É na natureza que o artista encontra a sua melhor inspiração”.  Heitor Villa-Lobos  (1887/1959).

Âmbito de Atuação: Nacional

Início de Atuação: 2009 [Projeto Piloto em 17/11/2009 por ocasião do /Aniversário de 50 Anos de Morte de Heitor Villa-Lobos (1887/1959)]

O Brasil com sua dimensão continental e seu patrimônio natural representa um potencial enorme de sustentabilidade para o nosso planeta e abriga uma das maiores riquezas da biodiversidade mundial, a Amazônia. Estes valores ambientais são trabalhados de distintas maneiras nas escolas e meios acadêmicos. O Projeto AQUAMUSICAL abrange um conjunto de atividades de fomento da consciência ecológica tendo como eixo central, práticas de diferentes formatos instigadas pelo conhecimento e interação com a obra de Heitor Villa-Lobos. Estas ações promovem sensibilidade ao meio ambiente, trabalhando aspectos das riquezas naturais presentes nos Biomas Brasileiros.  A vivência artística transforma-se em uma ferramenta de sensibilização, aproximando o público da experiência sensorial sublimada da natureza brasileira; colocando-o, desta maneira, mais comprometido com eficazes ações de sustentabilidade ambiental no seu cotidiano. O Projeto integral desenvolve-se em perspectivas alinhando as intervenções em três grupos. O primeiro tipo de ação, mais abrangente, para um público de todas as idades, envolvendo a realização de vivências artísticas em teatros e espaços públicos e privados; a segunda, ações coordenadas realizadas em sala de aula, inseridas nas atividades escolares e a terceira, uma experiência extraescolar direcionada especificamente às crianças do ensino fundamental, a visita ao “Espaço do Sol”. Este espaço congrega atividades realizadas na visita interativa a Três Casinhas: a Casinha do Sol, a Casinha da Árvore e a Casinha do Tuhu, nome dado para Villa-Lobos na sua infância. Este conjunto de ações de extensão apresenta desdobramentos da prática cognitiva artística como uma atividade instrumental, ações de fomento para o respeito, cuidado, atenção e sensibilidade às riquezas naturais do nosso país, por meio da experiência sensorial visual, sonora e gráfica. 

 

TUHUs: Somos Todos TUHUs”

É um desdobramento do Projeto AQUAMUSICAL que vem sendo realizado no Paraná, desde março de 2018.  TUHU é o apelido carinhoso de Heitor Villa-Lobos, dado a ele por sua mãe. “TUHUs: Somos Todos TUHUs” consiste em uma Prática Artística, um Recital-Teatro, para músicos/estudantes, leigos de todas as idades. É uma vivência da nossa brasilidade em sons, palavras, cenas e canções, concebida como uma suíte barroca, em quatro atos: Introdução, Microcosmos, Macrocosmos e Coda. Na Introdução, a performance de um  Prelúdio de  J.S. Bach (1685/1750)   constrói  uma “ponte”, uma transição entre “dois mundos, o real e da fantasia”, um  tempo de reflexão, um convite para aquietarmos nosso Espírito  nos aproximando de Deus, Nosso Criador. Após a vivência desta obra emerge o Brasil: Brasil nas palavras textuais ou contextuais de Heitor Villa-Lobos (1887/1959), na recriação sonora de suas obras, na experiência de um alter ego brasileiro que existe em cada um de nós,  em nosso ser e  fazer musical, nossas canções da infância, nosso cotidiano, uma descoberta do Pulso da Vida  ao experimentar-se o  pulsar dos sons, das cenas, das cores e imagens.  Cada TUHU tem uma peculiaridade na individualidade de cada artista no palco e na plateia. Afinal, somos todos TUHUs, “eternas” crianças de todas as idades, seres apaixonados pelo Brasil.

Coordenadora: Prof.ª Salete Chiamulera

Programação

 


MOSSAICOS BACHIANOS IV – IN NOMINE IESU

Âmbito de Atuação: Municipal (Curitiba & Região Metropolitana)

Início de Atuação: 2012 (IV Festival Penalva)

Mosaicos Bachianos é um Projeto de Extensão Comunitária integrando a cultura musical à vivência/prática e estudo dos ensinamentos cristãos. Consiste no aprendizado, aprofundamento e divulgação da obra do compositor Johann Sebastian Bach (1685/1750) na intersecção do texto musical com o estudo das Sagradas Escrituras. De acordo com os estudos biográficos sobre o compositor realizados por Albert Schweitzer (1960) e Julius August Phillipp Spitta (1873), a perspectiva teológica da devoção a Cristo presente na obra de Bach consolida um patrimônio para a cultura cristã, não apenas restrita à sua produção vocal propriamente sacra, como por exemplo, a Missa em Si Menor, as Cantatas e Paixões; mas também presente na sua obra instrumental pura.  A compreensão e conhecimento do caráter da profunda espiritualidade que envolveu a vida e obra deste compositor são determinantes no entendimento desta literatura musical. Mosaicos Bachianos são organizados em sistemas processuais vivenciais da prática auditiva/ interpretativa e apreciativa, tendo como fio condutor a construção retórico-polifônica (em um sentido bakhtiniano do termo) das linhas musicais no contraponto com a mensagem da Bíblia, especialmente nas práticas do estudo bíblico realizado dentro das comunidades cristãs. Este tipo de atividade fomenta uma cultura interdisciplinar alcançando um maior número de ouvintes.  As obras de J.S. Bach são aprendidas em conjunto com a leitura e análise do Antigo e Novo Testamento.  Uma vez memorizadas, estas músicas são apresentadas em formato de colóquios, em escolas, residências e igrejas, a um público adulto com interesse na filosofia cristã; realizando assim, uma conexão da academia com a sociedade por meio de uma linguagem não estritamente técnica/musical. Este termo – mosaico – é aqui utilizado metaforicamente, indicando uma unidade de espaço-tempo, um cronotopo, termo artístico primeiramente instaurado por M. Bakhtin (1895/1975); um recital comentado, uma micro/macro visão construtiva temporal que reúne palavras, desenhos, sons coloquiais, musicais e silêncios reflexivos na atividade artística, sensibilizando e fomentando a apreciação musical e a meditação cristã. 

Coordenadora: Prof.ª Salete Chiamulera


topo

 



 ______________________________________

INSCRIÇÕES

 

Editais

 

EDITAL nº 01_2018 - INGRESSO E SELEÇÃO DO CURSO DE FORMAÇÃO MUSICAL I (FM I)

EDITAL Nº 02_2018 - ISENÇÃO TAXA DE SEMESTRALIDADE CURSOS DE 2018

EDITAL Nº 03_2018 - INGRESSO E SELEÇÃO PARA OS CURSOS DO PROJETO LEQUE MUSICAL

EDITAL Nº 04_2018 - APROVADOS DO PROJETO FORMAÇÃO MUSICAL I E CONVOCAÇÃO PARA MATRÍCULAS

EDITAL Nº 05_2018 - APROVADOS NO PROCESSO SELETIVO DO PROJETO LEQUE MUSICAL E CONVOCAÇÃO PARA MATRÍCULAS

EDITAL Nº 06_2018 - RESULTADO DOS PEDIDOS DE ISENÇÃO DE SEMESTRALIDADE CONVOCAÇÃO PARA ASSINAR O TERMO DE BOLSISTA

EDITAL Nº 07_2018 - INGRESSO E SELEÇÃO PARA OS CURSOS DE EXTENSÃO EM MÚSICA PROJETO LEQUE MUSICAL - 2º SEMESTRE 2018

EDITAL Nº 08_2018 - PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA PIBEX FA

EDITAL Nº 09_2018 - APROVADOS NO PROCESSO SELETIVO DO PROJETO LEQUE MUSICAL E CONVOCAÇÃO PARA MATRÍCULAS

 

topo

 


 


______________________________________

EVENTOS


- II FÓRUM DE PERCEPÇÃO MUSICAL

Data: 04 de Junho de 2018

 

- VII Festival Penalva e VI Mostra de Música Paranaense

Data: 03 a 09 de Junho de 2018

 

- II Encontro de Flauta Doce

Data: 01 de agosto de 2018

 

- Festival Debussy 2018

Data: 22 de outubro de 2018

 

- SiMN – Simpósio Internacional de Música Nova

Data: 17 a 21 de setembro de 2018

 

- Simpósio Acadêmico de Violões

Data:

 

topo

 



______________________________________

GRUPOS ARTÍSTICOS E CULTURAIS

 

Orquestra Sinfônica

Regente e Diretor Artístico: Prof. Paulo Barreto

Contato: paulobarretooboe@gmail.com

 

Banda Sinfônica

Regente e Diretor Artístico: Prof. Edivaldo Chiquini da Costa

Contato: edivaldochiquini@hotmail.com

 

Big Belas Band

Regente e Diretor Artístico: Prof. Marco Aurélio Koentopp

Contato: marco.koentopp@unespar.edu.br

 

Orquestra de Cordas

Regente e Diretor Artístico: Prof. Aldo Villani

Contato: aldoviol@hotmail.com

 

Orquestra de Violões

Regente e Diretor Artístico: Prof. Orlando Fraga

Contato:

 

Núcleo de Ópera

Regente e Diretora Artística: Prof.ª Emerli Schogl

Contato: emerli@zipmail.com.br

 

Grupo de Cordas

Diretora Artística/Membro: Prof.ª Consuelo Froehner

Contato: consufroehner@hotmail.com

 

Quarteto de Flautas Doces

Diretor Artístico/ membro: Prof. Plínio da Silva

Contato: pli.silva1313@gmail.com



Ressonâncias

Diretora Artística/ membro: Prof.ª Angela Sasse

Contato: angela.sasse@unespar.edu.br

 

Flautásticas

Diretora Artística/ membro: Prof.ª Tatiane Wiese Mathias

Contato: tati.wiese@yahoo.com.br

 

Ensemble Móbile

Responsável: Prof. Felipe de Almeida Ribeiro

Contato: felipe.ribeiro@unespar.edu.br

 

Ensemble Nih-Nik

Responsável: Prof. Paulo Demarchi

Contato: paulodemarchi@hotmail.com

 

Ensemble XVII-XXI

Regente e Diretor Artístico: Prof. Isaac Chueke

Contato: performanceembap@gmail.com

 

Coral da Cidade de Curitiba

Regente: Prof. Isaac Chueke

Contato: performanceembap@gmail.com

 

Coral Escola Embap

Regente: Prof.ª Ana Paula dos Anjos Gabriel

Contato: anapauladosanjosgabriel@gmail.com

 

 

topo


 ______________________________________

RELATÓRIOS ANUAIS

 

Relatório 2010

Relatório 2011

Relatório 2012/2016

Ações de Extensão 2017

 

 

topo




 


 

Recomendar esta página via e-mail: